Elephants on Acid

Snapshot_20080417_1 Cara , finalmente achei uns nichos de livros que eu me interesso!

Esse Livro "Elephants on Acid, and other bizarre experiments", eu tinha lido à respeito a muuito tempo quando cheguei aqui, e me interessei pacas, apezar de ser um tanto(como o titulo jah adverte) Bizarro ! Até fiz uma apresentação na escola baseado nas poucas informações achadas na internet sobre o livro.

Dois amigos meus foram pra California (cidade do escritor) e ficaram lah por uns dias pra fugir do frio, e quando voltaram, ele me deu esse livro de presente, só que detalhe: ele não sabia sobre minhas pesquisas sobre o tal catalogo de experiencias não-comuns, e quando o perguntei PORQUE ele escolheu esse livro pra me dar, ele respondeu:

"-Ah esse livro ae é um livro de um maluco que eu conheci q estava morando no mesmo hostel que a gente ficou, e ele deu pra gente."

Não eh muita coincidência? rsrs

Não tem outra palavra pra descrever o livro se não BIZARRO

eles tem toneladas e toneladas de experimentos e fotos, aqui ponho o experimento q dá Título ao livro:

Elefantes e LSD

O que acontece se você der LSD a um elefante? Numa sexta-feira, dia 3 de agosto de 1962, um grupo de pesquisadores de Oklahoma decidiu descobrir. (POR QUE DEUS?!)

Warren Thomas, diretor do zoológico municipal, aplicou 297 miligramas de LSD em Tusko, o elefante. Dois outros cientistas, Louis Jolyon West e Chester M. Pierce, da faculdade de medicina da Universidade de Oklahoma, o acompanhavam.

A dose usada corresponde a 3 mil vezes a dose típica utilizada em seres humanos. É a maior dose de LSD jamais administrada a um ser vivo.

Posteriormente os cientistas explicaram que a experiência foi planejada para descobrir se o LSD induziria o elefante ao estado de musth (um frenesi temporário que alguns machos às vezes experimentam durante o qual se tornam extremamente agressivos e secretam uma substancia de odor desagradável pelas glândulas temporais). Alguns críticos, no entanto, alegam que não passou do desejo de satisfazer uma curiosidade doentia.

Seja lá qual foi a razão do experimento, ele não saiu como planejado. Tusko reagiu como se tivesse sido picado por uma abelha. Trombeteou por seu cercado por alguns minutos e então caiu de pernas para o ar. Horrorizados, os pesquisadores tentaram revivê-lo, mas cerca de uma hora depois o elefante estava morto. Os três cientistas concluíram constrangidos “Parece que elefantes são altamente sensíveis aos efeitos do LSD”.

Nos anos que se seguiram houve controvérsia acerca da causa da morte do animal. Alguns alegavam que não foi o LSD o causador do óbito, mas sim as drogas utilizadas para tentar reanimá-lo. Então, vinte anos depois, Ronald Siegel, da Universidade de Los Angeles, decidiu dar fim ao debate administrando a mesma dose de LSD a dois outros elefantes.

Ao invés de injetar o LSD, Siegel misturou a droga na água. Quando administrado dessa forma o LSD parece não ser fatal aos animais. Os elefantes não só sobreviveram como permaneceram calmos. Ficaram vagarosos, balançando para frente e para trás e emitiram ruídos estranhos parecidos com chios e trinados, mas em algumas horas já estavam de volta ao normal.

Entretanto, Siegel observou que a dosagem que Tusko recebeu pode ter excedido o limiar de toxicidade, de forma a ser impossível precisar a causa da sua morte.

A polêmica continua.

Leia mais

 

O Livro cita testes do mundo todo, detalhando e deixando mais claro os casos de bizarrices famosas como :

O teste de obediência de Milgram - Wikipedia

O Experimento da Prisão Stanford

O Touro de Controle remoto de Jose Delgado Mind Control

1 comentários:

Daniboy disse...

DOideraaa doidaaaa soh eu curti isso uhahusuhsahuasuh
entao allan vc esqueceu de dizer q ele c cago inteiro!!!!uauhauaauhuhahuahuAUUAHSHUUAUUuhaAS
vou ver c arranjo esse livro!!!
forte abraco enormeee saudade!!!!
=D